ONU Brasil abre chamada pública para 2ª edição de projeto Trans Formação

Bandeira do orgulho trans hasteada em São Francisco, nos Estados Unidos. Foto: Flickr (CC)/torbakhopper

Bandeira do orgulho trans hasteada em São Francisco, nos Estados Unidos. Foto: Flickr (CC)/torbakhopper

As Nações Unidas no Brasil, por meio da Campanha Livres & Iguais, apresentou nesta sexta-feira (9) a chamada pública para a segunda edição da iniciativa Trans Formação, que visa fomentar as redes de pessoas trans no Distrito Federal (DF) e no entorno, promovendo sua articulação com instituições e espaços de poder locais.

Serão selecionadas 20 pessoas trans do DF e do entorno com interesse em ativismo pelos direitos LGBTI e que queiram participar de projeto de fortalecimento de suas capacidades nos âmbitos pessoal e comunitário. As inscrições podem ser feitas pela Internet até 7 de março.

Segundo dados de organizações da sociedade civil, uma pessoa é assassinada no Brasil a cada 27 horas por conta de sua orientação sexual ou identidade de gênero, e o país ocupa o primeiro lugar no ranking mundial de nações que mais matam travestis, transexuais e pessoas trans. Enquanto a expectativa de vida do brasileiro médio é de 75 anos, a de uma pessoa trans não passa de 35.

O primeiro eixo da iniciativa envolve a promoção do empoderamento pessoal das(os) participantes, por meio de uma atividade de reflexão sobre subjetividades e construção de narrativas pessoais.

Já o segundo eixo trabalhará a potencialização do trabalho das(os) participantes enquanto lideranças pelos direitos da população trans no DF e no entorno, por meio de um programa de mentorias.

Clique aqui para acessar o edital da chamada pública.