Novo projeto da ONU beneficiará mais de 14 mil fazendeiros no Nepal

Agricultores em um campo de arroz no distrito de Dhading, na região central do Nepal. Foto: FIDA/Anwar HossainAgricultores em um campo de arroz no distrito de Dhading, na região central do Nepal. Foto: FIDA/Anwar Hossain

Agricultores em um campo de arroz no distrito de Dhading, na região central do Nepal. Foto: FIDA/Anwar Hossain

Espera-se que milhares de agricultores familiares se beneficiem de uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Nepal que utiliza uma abordagem inovadora para capacitar os agricultores e agregar valor aos seus produtos.

No total, espera-se que cerca de 14 mil agricultores e suas famílias se beneficiem da iniciativa, que também deverá contribuir para a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 1 e 2 – que tratam do fim da pobreza em todas as suas formas; e o fim da fome e alcance da segurança alimentar, respectivamente.

O Programa Cooperativo de Desenvolvimento de Mercado está sendo implementado em parceria com o governo do Nepal e visa estabelecer e operacionalizar a cadeia de mercado cooperativa de frutas e vegetais. O objetivo é aumentar a renda dos agricultores e abrir outras oportunidades de subsistência.

“Esta [parceria] beneficiará diretamente milhares de agricultores nepaleses nos próximos cinco anos, através de um apoio crucial na modernização de sua produção e da cadeia de mercado”, disse Renaud Meyer, diretor nacional do PNUD no Nepal.

De acordo com o PNUD, o programa se concentra em seis distritos próximos da capital do país, Katmandu, que, apesar de ter vários grupos cooperativos de fazendeiros, são prejudicados pela falta de infraestrutura, falta de instalações de transporte e armazenamento, acesso inadequado a informações sobre o mercado e estrangulamentos regulatórios e institucionais.

Além de melhorar a infraestrutura, a iniciativa também visa melhorar a qualidade, a quantidade e a consistência do fornecimento de frutas e produtos hortícolas, além de capacitar os agricultores no emprego de melhores técnicas agrícolas, comerciais e institucionais.